Bem-vindos ao Lugar de Oração Ensinados do Senhor Voltem Sempre!

quarta-feira, 20 de março de 2013

Visões absurdas





BOM DIA AMIGOS
***
É quase que absurdo que me lembre de tais momentos, pois era tão criança tão
infantil uns 3 anos apenas, e até hoje ainda me veem tais pensamentos tão forte que também é quase impossível de esquecer.
 Não sei se era problemas da minha visão (olhos) ou frutos da mente, de uma criança medrosa, até talvez a ciência explique tais fenômenos, eu só sei que sofri muito com isso.
 Minha já falecida mãe me colocava para deitar-me sempre as tardinhas.
Ela, por diversas vezes  ficava em pânico me carregava no colo e me levava ao terreiro da nossa humilde casinha nos interiores do nordeste brasileiro, e ali chorava abraçada comigo, tinha medo, muito medo. 
E eu  que era uma criança em seu colo  estava ofegante gritava apavorada com o que eu estava vendo.
 Ela comigo abraçadinha dizia para me tranquilizar; 
-"zefinha" não tem ninguém aqui!!! olhe! o terreiro olhe o céu tá lindo, olhe as árvores as plantas, tudo é bonito! mas eu estava vendo alguma coisa horrível.
 Eu posso descrever hoje aos meus avançados anos como era horrível aquelas cenas que eu vivi. Eram imagens que começavam na parede de nossa casinha de sapé, eram espectros achatados na parede como fossem pinturas que iam se deslocando, se desgrudando da parede e tomando formas grotescas de monstros totalmente invisíveis para outros olhos, eram sinistros e começavam a dançar em minha volta como zumbi coloridos  vermelhos fogo como o próprio diabo, Eram como homens mal formados de olhos esbugalhados e pele viscosas.
 Gargalhavam gritavam faziam caretas zombavam de mim rodeavam em torno de mim e da minha pobre mãe, que agarrava-se a mim, como que quisesse me defender, mais não sabia de quem ou do que  me defendia. 
Essas criaturas só iam embora quando a minha mãe começava a rezar em meios de lágrimas e medo.
 Um medo terrível que traumatizavam minha alma e a de minha mãe a ponto de eu me lembrar até o dia de hoje.
E que ela minha mãe ter perdido a confiança de me deixar sozinha em algum lugar.
Tornei-me uma criança atormentada e traumatizada pelo pânico.
 Um medo de coisas que eu mesma não sabia explicar. 
E eu ficava ali naquela espécie de ciranda muito tempo, com minha mãe fechando os meus olhos com suas mãos e nada me fazia parar de enxergar aquelas coisas horrendas.
Hoje se alguém disser que vê  essas coisas, eu acredito! mas eu pergunto viu algum filme de terror? 
Mas naquela época essas coisas não existia, nos morávamos no meio do mato.
onde nada existia a não ser a luz do sol e o brilho da lua a noite. E isso me acontecia sempre a noite a tarde, sempre que ia dormir, QUASE SEMPRE ACORDAVA AOS GRITOS.
Deus está me dando, todo o tempo de comentar essas coisas, acho que nada é por acaso tudo tem seu porque. E eu não posso imaginar o porque de estar contando essas coisas mas Deus sabe todas as coisas. Os meus pensamentos não são só poesias e nem só o lindo da vida. Tenho em minha bagagem de vida única, coisas que só eu vivi, mas também coisas que outros podem estar vivendo. 
Portanto mães eu falo pará vocês se tens uma criança que acorda aos berros querendo te chamar a atenção para coisas que você não está vendo e nem imagina o que é.
 ACORDA! o seu filho a sua criança poderá esta precisando de ajuda.
Investigue e trate-a com amor, pois eu acho que a ciência pode até querer explicar esse fenômenos mais eles são inexplicáveis e muitas vezes causam tormentos que só Jesus cristo é que pode nos libertar. Hoje conheço a palavra de
Deus e sei que o mundo jaz no maligno e só somos liberto se JESUS CRISTO nos libertar pelo seu precioso sangue na cruz do calvário.
*João; 8:36*
Não foram só estas visões que tive, mais aos poucos vou relatando outras. Hoje quando vou ao gabinete com o meu pastor de minha igreja. DIGO A ELE, pastor! contarei tudo, para que satanás não tenha esse poder de atormentar como tem atormentado, e com isso ele tem tirado a capacidade de crianças, jovens se sentirem felizes e se tornarem em pessoas felizes.

Proibida a reprodução
 de cópias sem
 autorização da Autora
Josefa G. da Silva
Art.18..-lei9610/98

Queridos amigos! Escrevo estes temas com todo o meu carinho, portanto peço-lhe que com o seu carinho também, considere estas mensagens deixando um comentário para que eu possa me orientar. Se este blog está realmente contribuindo para acrescentar...
ENVOLVA-ME COM O SEU AFETO OK


3 comentários:

  1. Amigas para postar um comentário vocêtem
    que digitar a conta do google ou seja do
    ORKUT

    ResponderExcluir
  2. Olá,Silvia
    Retribuindo sua visitinha e já seguindo.
    Lindo blog!
    bjs
    Raquel

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado amiga valeu!
    muito estamos juntas Bjos

    ResponderExcluir